Estilista John Galliano será julgado por insultos racistas

A polêmica envolvendo o estilista começou depois de sua detenção em Paris, na semana passada

O estilista britânico John Galliano será julgado pelas acusações de que teria feito insultos racistas, anunciou nesta quarta-feira (2) a justiça francesa. Galliano, que foi demitido pela Dior nesta terça (1º), deve se apresentar à corte no segundo trimestre de 2011.

A polêmica envolvendo o estilista começou depois de sua detenção em Paris, na semana passada. Ele foi acusado de insultos antissemitas contra frequentadores de um bar da capital francesa. Nos dias seguintes, surgiram novas acusações, relatos de agressão verbal e racismo.

Na segunda (28), o jornal "The Sun" publicou um vídeo em que o estilista aparece dizendo amar Hitler a um grupo de pessoas.

Segundo o jornal "The New York Times", o inglês já deixou a França e pode estar internado em uma clínica de reabilitação nos Estados Unidos. Galliano, que chegou a pedir desculpas publicamente, teria aceitado os conselhos de amigas como as supermodelos Naomi Campbell e Kate Moss, e concordou em tratar seus problemas com o álcool.

Situado na cidade de Wickenberg, o centro The Meadows já recebeu em suas instalações personalidades Elton John e Donatella Versace.

Fonte: g1, www.g1.com.br