Estupro e morte de duas adolescentes na Índia pode ter sido "crime de honra", diz polícia local

Para secretário-chefe do Estado, o caso foi um "incidente trivial"

A pol?cia indiana afirmou na segunda-feira (9) que as duas adolescentes v?timas de estupro e assassinadas por enforcamento no dia 29 de maio foram atacadas em um susposto "crime de honra".?


De acordo com Anand Lal Bannerjee, chefe da pol?cia do Estado de Uttar Pradesh, apenas uma das meninas foi estuprada e estrangulada antes do enforcamento. A outra adolescente morreu no momento em que foi pendurada na ?rvore.

Segundo o tabloide brit?nico Daily Mail, em depoimento, Bannerjee afirmou que cinco dos homens procurados pelo assassinato podem ser inocentes. Tr?s irm?os confessaram que atacaram e mataram as meninas.

? De acordo com o relat?rio da aut?psia, uma das meninas n?o foi estuprada e esse parece ser um caso de honra. Estamos investigando o assunto. Vamos realizar um teste de detec??o de mentiras em todos os acusados que foram presos.

O crime provocou indigna??o nacional quando as pessoas perceberam que a pol?cia local n?o parecia investigar com seriedade o caso.?

O secret?rio-chefe do Estado Alok Ranjan disse que o crime foi um "incidente trivial" e que n?o deveria tomar toda a propor??o que teve na m?dia, inclusive internacional. Os supostos assassinos, Pappu, Awadhesh e Urvesh Yadav s?o membros da casta dominante, a mesma da pol?cia local.?

De acordo com grupos de defesa dos Direitos Humanos, ?um estupro acontece a cada 21 minutos no pa?s e as falhas na aplica??o da lei ou investiga??o dos crimes incentiva ainda mais a a??o de criminosos.

Fonte: Folha do Sertão
Tópico