EUA: Polícia prende homem armado em sessão de "Batman"

EUA: Polícia prende homem armado em sessão de "Batman"

Advogado afirmou que suspeito pretendia se proteger de um eventual atirador.

Um novo incidente em uma sessão do filme Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge voltou a assustar os Estados Unidos nesta semana, menos de um mês depois do massacre que deixou 12 mortos e 58 feridos na estreia do longa, na cidade de Aurora, no Colorado.

O novo caso aconteceu na noite do último sábado, embora as autoridades tenham revelado os detalhes da ocorrência apenas nesta terça-feira. Em uma exibição do filme em um cinema de Westlake, em Ohio, um policial de folga prendeu o americano Scott Smith após desconfiar de seu comportamento durante a sessão. Smith, de 37 anos, carregava uma mochila militar e havia chegado meia hora antes do início da projeção, escolhendo um lugar no fundo da sala ? uma posição "tática", segundo o tenete Ray Arcuri, da polícia local, responsável pela investigação. Ao revistar a mochila de Smith, o policial encontrou uma pistola Glock 9mm carregada, dois pentes de munição e quatro facas.

"O que nos preocupava era onde estava sentado. Se tivesse decidido fazer algo, todas suas vítimas potenciais estavam na sua frente e ele tinha a vantagem", explicou Arcuri. Na segunda-feira, a polícia revistou a casa do suspeito e encontrou um arsenal no local: sete pistolas, doze fuzis e milhares de cartuchos de munição.

Embora Smith não tenha revelado os motivos que o levaram a comparecer fortemente armado à sessão, o advogado do suspeito, Matthew Bruce, usou o massacre de Aurora para explicar o comportamento de seu cliente. ?Com o recente tiroteio no Colorado e outros incidentes pelo país, ele sentiu que precisava de proteção?, afirmou o defensor, garantindo que Smith não planejava ferir ninguém.

Pânico - A detenção no cinema de Ohio é apenas o último caso registrado na esteira da tragédia em Aurora, quando James Holmes abriu fogo na estreia do novo Batman, em 20 de julho. Ao ser preso, ele afirmou que era o Coringa, um dos vilões mais famosos das histórias do super-herói mascarado. Após o massacre, outros incidentes menores foram registrados em cinemas dos EUA, provocando pânico entre espectadores.

Com um passado militar, tendo cumprido uma breve temporada no exército americano, Scott Smith não tem antecedentes criminais. O suspeito agora aguarda julgamento, já que não tinha permissão para portar armas escondidas e violou a lei que proíbe a entrada de pessoas armadas em cinemas.

Fonte: Veja