Evo Morales se encontra com Rajoy e afirma não guardar "ressentimentos"

Evo Morales, se encontrou nesta terça-feira (03/09) com o presidente de governo espanhol, Mariano Rajoy, e disse a ele que não tem “ressentimentos”.

Em sua primeira viagem à Europa desde o incidente de 02 de julho, quando seu avião foi impedido de passar pelo espaço aéreo de Portugal, França e Itália, o presidente da Bolívia, Evo Morales, se encontrou nesta terça-feira (03/09) com o presidente de governo espanhol, Mariano Rajoy, e disse a ele que não tem ?ressentimentos?.

?Não guardo nenhum rancor. Nós, indígenas, não somos vingativos?, afirmou Morales. Ele não quis comentar o incidente nem as explicações recebidas, mas atribuiu o ocorrido a ?agentes externos?. Na ocasião, o chefe de Estado boliviano teve de permanecer mais de 13 horas no aeroporto de Viena, porque outros países europeus suspeitavam de que Edward Snowden, o ex-analista da CIA que vazou informações sobre o programa de espionagem dos EUA, estivesse a bordo.

Segundo um comunicado à imprensa feito pelo governo espanhol, o encontro entre Morales e Rajoy foi ?franco e muito cordial?, com foco nas relações bilaterais entre Espanha e Bolívia. Os dois presidentes ?expressaram desejo de trabalhar juntos para avançar nos numerosos temas que são de interesse comum?, especialmente as relações comerciais.

O comunicado informa ainda que durante a reunião foram valorizados ?o papel que a comunidade boliviana na Espanha desempenha no crescimento econômico dos dois países?, seu ?excelente? nível de integração à sociedade espanhola e o trabalho das autoridades de ambas as nações para melhorar a situação deste grupo.

?Com este encontro se ratifica a boa relação com a Espanha?, disse Morales durante seu discurso em conferência organizada pela embaixada boliviana. ?Rajoy me disse que aqui temos um povo amigo?, acrescentou.

Antes de encontrar-se com Mariano Rajoy, Morales visitou o rei Juan Carlos I no Palácio de la Zarzuela junto a dois ministros bolivianos: o das Relações Exteriores, David Choquehuanca, e o da Defesa, Rubén Saavadera.

Morales também visitou Florentino Pérez, Alfredo Di Stéfano e Zinedine Zidane no Santiago Bernabéu, o estádio do Real Madrid. Depois, seguiu para a Bielorrússia, onde se encontrou com o presidente Aleksandr Lukashenko, amigo de Hugo Chávez. Nesta quinta (05), o líder boliviano chega à Itália, onde se encontrará com o presidente Giorgio Napolitano e, na sexta-feira (06), com o papa Francisco no Vaticano.



Fonte: UOL