Homem gasta R$ 400 mil para trocar de sexo, enjoa e paga R$ 100 mil para voltar ao "normal"

Homem gasta R$ 400 mil para trocar de sexo, enjoa e paga R$ 100 mil para voltar ao "normal"

O problema era que ele não parecia ser o homem que ele tinha sido antes

Sam Hashimi, homem de negócios, divorciado, pai de dois filhos, resolveu trocar de sexo em 1997. Ele se transformou em Samantha Kane, uma designer de produtos de luxo.

Ele já gastou mais de R$ 400 mil em operações e cosméticos para viver seu desejo de ser mulher. Foi tão convincente que não tinha nenhuma dificuldade para atrair homens, ficando até mesmo noiva de um rico fazendeiro.

Depois, em 2004, após sete anos vivendo como mulher, ele decidi que tinha cometido um erro terrível: o resultado foi um fim amargo de seu casamento de 12 anos e o afastamento de seus filhos.

Inicialmente emocionado com sua transformação, a vida como uma mulher ficou sem graça rapidamente, apesar de ter uma vida de glamour, em Mônaco. Ele começou a odiar como os hormônios femininos o deixavam mal-humorado e extremamente emotivo. O sexo foi uma das primeiras decepções. Para ele, não importava o quão feminino parecesse: era como se ele estivesse atuando sempre, tendo uma vida que não era sua.

Assim, há cinco anos, de Samantha Kane, Sam passou para Charles Kane. Precisou passar por três cirurgias, que custaram aproximadamente R$ 100 mil, para se transformar em homem novamente. Seus implantes de mama foram removidos e sua genitália masculina foi reconstruída a partir de enxertos de pele. O problema era que ele não parecia ser o homem que ele tinha sido antes.

Sua relação com mulheres ficou extremamente complicada, porque muitas desistiam de conhecê-lo melhor depois que sabiam de sua história e também porque alguns vestígios de atitudes da antiga Samantha ainda permaneceram. Os encontros eram regrados com rejeição e humilhação, e ele temia que nunca iria encontrar alguma mulher corajosa suficientemente para amá-lo.

Porém, as coisas melhoraram quando conheceu Victoria, mãe solteira de um filho de dois anos, sua atual noiva. Eles se conheceram em uma galeria de arte em sua cidade natal de Malvern, Worcestershire, Reino Unido, em junho de 2009 e, no mês passado, ela aceitou sua proposta de casamento.

O seu passado parece não incomodar Victoria, que mostra orgulhosamente seu anel de noivado de diamantes e insiste que Charles é o melhor noivo que uma mulher pode ter. Descrevendo-o como sua ?alma gêmea?, ela diz: "Eu sempre gostei de homens intelectuais, mais velhos e, quando nos conhecemos, imediatamente ficamos atraídos um pelo outro?.

Victoria afirma que já sabe de seu passado e isso não lhe incomoda de forma alguma, pois ele, além de ser a parte dominante da relação, sabe ouvir e dar conselhos incríveis, mostrando-se um homem extremamente sensível.



Fonte: DailyMail