Facção do Estado Islâmico explode rivais da Al Qaeda

Ambos os grupos utilizam de táticas cruéis para lidar com inimigos

Novas imagens divulgadas por um grupo afiliado ao Estado Islâmico na Síria mostram mais uma execução cruel realizada pelos jihadistas.

Os soldados da Brigada de Mártires de Yormouk — grupo afiliado ao Estado Islâmico — aparecem com três reféns que seriam supostamente membros do grupo conhecido como o braço da Al Qaeda, na Síria.

A Frente al Nusra é um dos grupos que lutam contra o ditador da Síria, Bashar al Assad, e também contra o Estado Islâmico na região.

Ambos os grupos utilizam de táticas cruéis para lidar com seus inimigos e querem estabelecer um califado islâmico na região. No vídeo, as vítimas aparecem sendo amarradas com bombas ao redor de seus corpos.

Dois dos homens são amarrados juntos. Em seguida, os militantes da Brigada de Mártires de Yormouk despejam uma substância semelhante a gasolina em cima deles. Após a explosão, as imagens mostram partes dos corpos dos mortos decepadas e queimadas por conta da explosão.

Acredita-se que as execuções tenham sido uma vingança da Brigada de Mártires de Yormouk após a sede do grupo terrorista ter sido atacada por um homem bomba em novembro.


Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do R7