Família de sobrevivente brasileiro descreve desespero após tufão

Daniel Christoffel Antunes, um engenheiro químico cearense, estava na cidade de Isabel.


Família de sobrevivente brasileiro descreve desespero após tufão nas Filipinas

A família de um brasileiro que sobreviveu à tragédia do tufão Haiyan descreveu o desespero que sentiu enquanto esperava notícias dele, que estava na região mais afetada pela tempestade.

Daniel Christoffel Antunes, um engenheiro químico cearense, estava na cidade de Isabel, na província de Leyte (leste do país). Ele morava na região e trabalha em uma fábrica de processamento de cobre.

A reportagem tentou contatar Daniel diretamente, mas não conseguiu localizá-lo até o fechamento desta reportagem. A família dele, porém, já conversou brevemente com ele após a passagem do tufão.

Recém-graduado pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, o brasileiro chegou às Filipinas em 17 de outubro para fazer um estágio internacional de meio ano.

Entre a chegada do tufão às Filipinas (na sexta-feira) e a confirmação de que Daniel estava vivo, no domingo, se passaram horas de enorme angústia para a família.

"No domingo se reuniu todo mundo aqui na sala de estar. Numa hora dessas a gente se desespera. Estávamos orando e pedindo pra Deus pela vida do Daniel", conta a mãe, Vita Christoffel.

Fonte: UOL