Feridos em Nova York foram atingidos por policiais; detalhes!

Feridos em Nova York foram atingidos por policiais; detalhes!

Autoridades confirmam que feridos em NY foram atingidos por policiais

Autoridades de Nova York confirmaram que as nove pessoas que ficaram feridas ontem em um ponto próximo do Empire State Building foram atingidas por disparos de policiais.

Segundo as novas informações, dois policiais que nunca haviam usado as armas em serviço dispararam várias vezes após o atirador, Jeffrey Johnson, 58, matar um ex-colega de trabalho. Ele tinha uma ordem de restrição para não se aproximar da vítima, e foi morto pela polícia após o incidente.

O policial Craig Matthews disparou sete vezes e seu colega Robert Sinishtaj outras nove vezes contra Johnson. De acordo com o chefe de polícia Raymond Kelly, nove pedestres ficaram feridos pelos disparos ou por fragmentos de balas disparadas pelos dois policiais. Ele afirmou ainda que as informações tem por base provas e testes balísticos.

Três das vítimas continuam hospitalizadas neste sábado e, segundo a polícia, nenhuma corre risco de morte.Ontem à noite, a polícia divulgou imagens de circuitos de segurança que mostram o momento em que Johnson saca uma armma de sua sacola e o confronto com os policiais, entre a rua 34 e a 5ª Avenida. Assim que ele saca a arma, os policiais começam a atirar.

De acordo com os agentes, Jeffrey Johnson, 58, havia agredido a vítima, identificada como Steven Ercolino, 41, em abril. Na ocasião, os dois trabalhavam na Hazan Imports, empresa da que Johnson foi demitido do cargo de designer de acessórios femininos.

Ercolino, que era vice-presidente da empresa, prestou queixa na polícia pela agressão e o atirador foi condenado a não se aproximar dele. Em depoimento à polícia, ele descreveu Johnson como "um empregado insatisfeito".

Segundo o chefe de polícia, ambos se acusaram de assédio enquanto trabalhavam na empresa. Em entrevista à emissora de televisão Fox News, o pai da vítima, Frank Ercolino, lamentou a morte. "Steven era um filho maravilhoso. Era um filho e uma pessoa muito boa".

Kelly também disse que a ocorrência foi comunicada por um operário de uma construção próxima, que viu Johnson com a arma em uma bolsa preta embaixo do braço. Dois policiais antiterrorismo que trabalham na porta do Empire State Building, o mais alto de Nova York, tentaram fazer a prisão.

TURISTAS

No tiroteio, nove turistas que aguardavam na fila para visitar o mirante do arranha-céu foram atingidos. Os visitantes estão hospitalizados, mas não correm risco de morte.

É o terceiro tiroteio em pouco mais de um mês em locais públicos nos Estados Unidos. Em 20 de julho, um atirador matou 12 pessoas em uma cinema de Aurora (Colorado); no dia 6 passado, um veterano do Exército matou seis e feriu quatro durante uma cerimônia religiosa em um templo sikh no Estado de Wisconsin.

Fonte: UOL