Filho de Stallone morreu de doença cardíaca, diz legista

Filho de Stallone morreu de doença cardíaca, diz legista

Um boletim preliminar do legista determinou como causa da morte "aterosclerose nas artérias coronarianas"

O filho do ator americano Sylvester Stallone, Sage, morreu de uma doença cardíaca e não por consumo de drogas, informou o departamento de medicina legal de Los Angeles sete semanas depois de o ator, de 36 anos, ter sido encontrado morto em seu apartamento.

Um boletim preliminar do legista determinou como causa da morte "aterosclerose nas artérias coronarianas", uma lesão das artérias que levam sangue ao coração e pode causar ataque cardíaco.

O texto obtido pela AFP acrescentou que "não foram encontradas outras condições" e que o filho do protagonista de "Rocky" e "Rambo" não tinha consumido drogas, como chegaram a sugerir rumores, após o falecimento do jovem, em 13 de julho, em seu apartamento de Los Angeles.

A autópsia foi feita dois dias depois, enquanto circulavam especulações de que o ator teria sofrido uma overdose ou cometido suicídio.

"Não estava deprimido. Estava pensando em se casar. Tinha a vida pela frente", disse o advogado de Sage Stallone, George Braunstein, ao jornal Los Angeles Times em resposta a estes boatos.

Em 16 de julho, Silvester Stallone havia dito que "não há dor maior" do que a de perder um filho e pediu aos meios de comunicações que parassem com as especulações.

"Quando um pai perde um filho não há dor maior. Por isso, imploro às pessoas que respeitem a memória do meu filho talentoso e sintam compaixão por sua amorosa mãe, Sasha", disse Stallone em comunicado obido pela AFP.

"Sentiremos esta perda agonizante pelo resto das nossas vidas", acrescentou. "Sage foi nosso primeiro filho e o centro do nosso universo. Peço humildemente a todos que deixem em paz a memória e a alma do meu filho", acrescentou o ator, de 66 anos.

O departamento do legista acrescentou em seu relatório que divulgará um informe completo na próxima semana.

Fonte: UOL