Forte terremoto atinge o Peru próximo à fronteira com o Brasil

Prédios tremeram em Lima, e abalo foi sentido no estado brasileiro do Acre

Um forte terremoto de magnitude 7 atingiu o Peru nesta quarta-feira (24), segundo o Serviço Geológico dos EUA. O tremor ocorreu próximo à fronteira com o Brasil, segundo a agência americana que monitora tremores de terra.

O tremor ocorreu às 12h46 locais (14h46 de Brasília), a uma profundidade de 145,1 quilômetros, em uma região pouco povoada do país.

O epicentro foi a 82 quilômetros da cidade peruana de Pucallpa, de 200 mil habitantes, e a 210 quilômetros da cidade brasileira de Cruzeiro do Sul, no Acre. Ambas as cidades ficam na região da floresta amazônica.

Prédios tremeram na capital, Lima, a 567 quilômetros do epicentro, segundo testemunhas.

O tremor também foi sentido em outras localidades peruanas, segundo a imprensa local.

Algumas comunicações telefônicas foram interrompidas, mas não há informações sobre vítimas ou danos.

"Não houve relatos de casas caindo, mas houve problemas com comunicações telefônicas", disse Guillermo Alvizuri, da Defesa Civil do Peru, em entrevista a uma rádio local.

Hernando Tavera, chefe do Instituto Geofísico do Peru, disse que, por conta da profundidade, o tremor não deve ter causado danos fortes. Segundo ele, foi o terremoto mais forte a atingir o país neste ano, e deveu-se a um descolamento da placa tecnônica de Nasca.

O terremoto também foi sentido no Acre, segundo laboratório de sismologia da UFRN. Mas também não havia relato de danos.

Inicialmente, o Serviço Geológico dos EUA calculou o tremor na magnitude 6,7, depois aumentou para 6,9, 6,8 e depois finalmente 7.

O abalo foi seguido por um tremor secundário de magnitude 5,3, ocorrido às 13h16 locais (15h16) de Brasília.

Fonte: G1