Furacão Sandy cancela voos entre Brasil e Costa dos EUA

Furacão Sandy cancela voos entre Brasil e Costa dos EUA

Ao menos 10 voos foram cancelados nesta segunda (29). A tempestade pode ser a maior da história dos EUA.

Pelo menos 10 voos entre cidades brasileiras e a Costa Leste dos Estados Unidos foram cancelados nesta segunda-feira (29) por causa do furacão Sandy. A informação é da companhias aéreas que operam nesses trechos. Um voo previsto para a terça-feira (30) também não deve partir.

A previsão é que o furacão chegue à Costa Leste dos EUA entre a tarde e a noite desta segunda. Apesar disso, a maior parte das companhias aéreas que operam entre os dois países não soube informar sobre a situação dos voos amanhã.

A TAM confirmou o cancelamento de dois voos que partiriam de Nova York na noite desta segunda com destino ao Brasil ? um para o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e um que pousaria no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Outros dois voos já haviam sido cancelados na manhã desta segunda pela TAM.

A companhia ainda não tem previsão para os voos de terça-feira.

A Delta informou que os dois voos agendados para a noite desta segunda-feira - com partida de Guarulhos e Nova York - foram cancelados. Segundo a empresa, ainda não há confirmação em relação aos voos agendados para amanhã, mas a previsão é que as operações no aeroportos de Nova York voltem a normalidade até o final da manhã desta terça. No domingo, dois voos da companhia entre Brasil e EUA já tinham sido cancelados.

A American Airlines cancelou hoje dois voos partindo de São Paulo e um que sairia do Rio de Janeiro para Nova York. A companhia também informou que o voo AA966, que estava previsto para partir na terça de São Paulo, está cancelado. Outras duas partidas foram canceladas no domingo (28).

A United Airlines cancelou três voos neste domingo com saída de São Paulo para Houston, Washington e Newark.

Segundo a companhia, apenas o vôo de São Paulo para Nova York da United foi cancelado nesta segunda. A empresa afirma que os impactos em relação às passagens aéreas para os Estados Unidos devem ser sentidos até esta terça pelo menos, mas ainda não há confirmação sobre cancelamento de outros voos.

No domingo, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) alertou que os passageiros com voos marcados para cidades da Costa Leste dos Estados Unidos devem, antes de sair de casa para viajar, confirmar o horário e a situação do voo com a companhia aérea.

A Anac destaca que em caso de cancelamento, o passageiro pode ser reacomodado em outro voo ou ser reembolsado com o valor integral pago pela passagem área.

Em caso de dúvida, os passageiros podem entrar em contato com a Anac pelo telefone 0800 725 4445 (que funciona 24 horas, sete dias por semana, inclusive com atendimento em inglês e espanhol).


Furacão Sandy cancela voos entre o Brasil e a Costa Leste dos EUA

Furacão

O furacão Sandy se intensificou e seus ventos máximos alcançaram 150 quilômetros por hora. A informação é de um comunicado do Centro Nacional de Furacões dos EUA, divulgado nesta segunda (29).

De acordo com o boletim, a agência afirmou que a tempestade, que pode ser a maior da história dos EUA, move-se a 30 quilômetros por hora, velocidade considerada alta, e possivelmente tocará o continente "no sul da costa de Nova Jersey nesta tarde ou nesta noite".

Os primeiros efeitos de Sandy, que matou ao menos 66 pessoas em sua passagem pelo Caribe, já eram sentidos, e as autoridades federais e estaduais se preparam para enfrentar a tempestade.

A rede de transporte público na cidade de Nova York - metrô, ônibus, trens - parou de operar domingo antes da chegada do furacão.

Além disso, por volta de 7.400 voos domésticos e internacionais foram cancelados no domingo e nesta segunda-feira, principalmente nos aeroportos de Nova York, Washington e Filadélfia.

Em Nova York, cidade mais populosa do país, o prefeito Michael Bloomberg ordenou a evacuação de 375 mil pessoas de zonas propensas a inundações ao longo da parte leste do Rio Hudson. O nível da água pode subir mais de três metros, de acordo com o NHC.

Fonte: G1