Garota com síndrome rara sofre preconceito por causa do pescoço

Garota com síndrome rara sofre preconceito por causa do pescoço

Mas não fique triste por Lyudimila, não. Essa é uma bela história de superação.

Essa é Lyudmila Titchenkova, uma garota ucraniana de 16 anos que, sem querer, virou notícia no mundo todo. Tudo porque ela tem beleza singular, que é realçada pelo comprimento de seu pescoço.

Quando era pequena, Lyudmila sofreu muito bullying por ser diferente das outras crianças.

Mas não fique triste por Lyudimila, não. Essa é uma bela história de superação.


Pescoçuda ucraniana dá a volta por cima!

É que Lyudimila cresceu, se tornou uma mulher bonita e agora ajuda a conscientizar as pessoas sobre a síndrome rara que a fez ficar com o pescoço grande.

Chamada de Síndrome de Marfan, a doença genética pode atingir várias partes do corpo da pessoa. No caso de Lyudmila, a doença afetou o tecido que envolve a coluna, o que é ainda mais raro, já que braços, pernas e dedos são, geralmente as partes mais afetadas.

Lyudmila passou por momentos difíceis, em que tinha vergonha de sair de casa. Hoje, no entanto, ela tem vários amigos e está chamando atenção por conta de sua beleza.

Ainda não existe cura para a Síndrome de Marfas, mas especialistas dizem que é possível viver normalmente com a doença.

As mudanças no corpo da menina, que mora em Nikolaev, na Ucrânia, começaram a acontecer quando ela tinha 10 anos de idade.

Lyudmila quer estudar sem ter que se preocupar com a doença ou com comentários maldosos dos outros.

Na Ásia, diversos sites noticiaram o caso de Lyudmila e até algumas marcas disseram estar interessadas em contratá-la como modelo.

Fonte: R7, www.r7.com