George Clooney paga fiança de US$ 100 e é solto, após protesto

George Clooney paga fiança de US$ 100 e é solto, após protesto

Segundo o site "TMZ", ele desembolsou US$100 após ser preso durante protesto em Washington.

George Clooney pagou uma fiança de US$ 100 e foi solto durante a tarde desta sexta-feira (16), após ter sido preso pela manhã durante um protesto em frente à embaixada do Sudão em Washington, nos Estados Unidos. A informação foi divulgada pelo site "TMZ".

O ator protestava contra o presidente do Sudão, Omar al-Bashir, acusado de provocar uma crise humanitária e impedir a chegada de alimentos à região de Nuba, na fronteira com o Sudão do Sul, deixando milhares de pessoas passando fome.

Segundo o site E! Online, Clooney pretendia atrair mais atenção para a questão e ainda disse que, se ninguém tomar uma atitude, em poucos meses ocorrerá uma verdadeira tragédia.

O pai de Clooney, Nick, e o deputado do partido democrata Jim Moran foram presos junto com o ator.

Fontes próximas ao site "TMZ" também afirmaram que George Clooney estava contente com a prisão, já que conseguiu o que queria: mídia para o assunto. Segundo o agente do ator, Stan Rosenfield, Clooney se indigna pelo fato de homens, mulheres e crianças inocentes estarem passando fome por conta de questões políticas banais.

O astro foi detido pelo serviço secreto dos Estados Unidos, mas permanecia em uma delegacia de Washington. Segundo comunicado da polícia, as prisões aconteceram porque os manifestantes ultrapassaram o limite imposto entre os civis e as autoridades, o que é considerado, segundo as leis do estado, uma "grave ofensa".

Mãe de Clooney: "Nenhum policial vai prender meu garoto"

Minutos antes da prisão de George Clooney, sua mãe, Nina, disse: "Nenhum policial vai prender meu garoto". Em entrevista ao site "TMZ", ela se recusou a acreditar que o ator tinha ido para a cadeia. "Se ele foi preso realmente, ele é meu garoto. Estou extremamente orgulhosa", contou.

Fonte: Quem