Homem de 58 anos declarado inocente sofre ataque cardíaco

Homem de 58 anos declarado inocente sofre ataque cardíaco

Ele estaria muito confuso após ser solto, na quinta-feira, depois de passar tantos anos na prisão.

Um dia depois de ser libertado após passar 23 anos na prisão por um crime do qual foi inocentado, o norte-americano David Ranta sofreu um sério ataque cardíaco e terá que ser submetido a uma cirurgia.

David Ranta, de 58 anos, foi levado na sexta-feira (22) para um hospital em Nova York, onde foi descoberto que uma de suas artérias estava completamente bloqueada e outra parcialmente fechada, informa o site do jornal The New York Times.

O advogado de Ranta, Pierre Sussman, informou que o norte-americano estava hospedado em um hotel junto à sua família quando sentiu dores nas costas e nos ombros e teve febre, na noite de quinta-feira (21). Inicialmente, sua família imaginou que ele estivesse tendo um ataque de pânico, mas depois o levou ao hospital.

Ele estaria muito confuso após ser solto, na quinta-feira, depois de passar tantos anos na prisão.

Ranta foi condenado em 1991 pelo assassinato de um rabino ortodoxo durante um assalto em fevereiro de 1990 e sempre declarou sua inocência.

O gabinete do promotor do Brooklyn iniciou uma investigação interna e descobriu uma prova ignorada durante o julgamento, o que permitiu inocentar Ranta.

"Após uma investigação exaustiva, o gabinete do promotor concluiu que as provas que condenaram Ranta já não eram válidas e que nenhum dos elementos permitiria acusá-lo em um um novo processo", declarou o funcionário Charles Hynes.

Segundo o jornal The New York Times, um homem morto em um acidente de trânsito quando era perseguido pela polícia em abril de 1990, conhecido pelo uso de cocaína e por sua violência, poderia ser o verdadeiro assassino.

Fonte: r7