Homem é acusado de matar mendigo e por corpo em freezer

Alex Shipp, 29 anos, foi encontrado no último domingo no porão de uma casa na localidade de Kokomo.


Homem é acusado de matar mendigo e por em freezer após sexo

Autoridades do Estado americano de Indiana que estão investigando a morte de um morador de rua, cujo corpo em decomposição foi encontrado em um congelador, disseram que ele bebia, ingeria drogas e mantinha relações sexuais com um homem acusado pela sua morte. Alex Shipp, 29 anos, foi encontrado no último domingo no porão de uma casa na localidade de Kokomo. O proprietário da residência, Walter Logan, 52 anos, foi acusado nesta terça-feira pelo homicídio.

Segundo a AP, Logan disse à polícia em seu testemunho que ele e Shipp desenvolveram um relacionamento sexual após se encontrarem há 2 anos. Ele teria mantido relações sexuais com o morador de rua cerca de quatro semanas antes de o corpo ser encontrado. Logan informou que os dois estavam bebendo e consumindo drogas quando Shipp se tornou agressivo e quis brigar.

O acusado contou à polícia que amarrou os pés e as mãos de seu amante e colocou uma fita isolante sobre o nariz e a boca dele, e então adormeceu. Ele disse que, quando acordou, achou que o morador de rua já estava morto. Então ele removeu a fita e voltou a dormir. Quando acordou de novo - conta -, teve a certeza de que o homem estava morto, mas só teria levado cerca de 6h para levar o corpo para o porão e ao congelador, que estava desligado.

Preocupada com o fato de seu filho estar desaparecido desde o início de novembro, a mãe de Shipp acionou a polícia sobre o sumiço no último sábado. Os investigadores chegaram a Logan após ela informar que os dois tinham sido vistos juntos. Quando as autoridades chegaram à casa do suspeito, ele disse já estar esperando os oficiais e os conduziu para o local onde o corpo se encontrava.

Investigadores disseram não saber se Logan pretendia matar Shipp, afirmou o detetive Michael Banush nesta terça-feira. "Nós nem sempre temos essas respostas, mas é senso comum que se você colocar fita na boca e no nariz de uma pessoa e ir dormir, ela provavelmente irá morrer", disse o policial.

Logan relatou às autoridades que tentou se matar ao ingerir várias pílulas, e que teria até escrito um bilhete avisando do suicídio, mas teria caído no sono antes de concluir o ato. Previamente, ele já passou três anos preso após ser condenado por tráfico de drogas.

Fonte: Terra