Homem é preso após manter reféns em banco por 13 horas

Ele exigia renúncia do primeiro-ministro; ninguém sofreu ferimentos graves

Um homem foi preso no Japão na madrugada desta sexta-feira (23) após manter reféns em um banco por quase 13 horas.


Homem é preso no Japão após manter reféns em banco por 13 horas

Koji Nagakubo, 32, abordou um cliente e quatro funcionários do banco Toyokawa Shinkin Bank na província central de Aichi por volta das 12h da quinta-feira no horário local (0h em rasília). Ele portava uma faca e exigia renúncia do primeiro-ministro, Yoshihiko Noda.

O homem liberou uma das reféns no meio da noite em troca de comida, cigarro e um megafone.

A polícia entrou no estabelecimento por uma janela às 2h45 desta sexta-feira (14h45 da quinta-feira em Brasília), e rendeu Nagakubo, que estava dormindo.

Uma das reféns, de 19 anos, sofreu ferimentos leves no braço após o suspeito se amarrar com uma corda a ela, mas passa bem. Todos os outros envolvidos não se feriram.

O apoio no Japão a Yoshihiko Noda, do Partido Democrata, diminuiu muito desde que assumiu o poder há três anos, com muitos eleitores decepcionados com sua aparente incapacidade para cumprir as promessas de campanha.

Fonte: G1