Mulher é presa após injetar silicone no pênis de jovem

Mulher é presa após injetar silicone no pênis de jovem

Falsa médica é presa por morte de homem que teve silicone injetado no pênis

Kasia Rivera (foto), de 35 anos, está presa sob acusação de homicídio e exercício ilegal da medicina ao pôr silicone líquido no pênis de um cliente. Justin Street, de 22 anos, morreu um dia após o procedimento, realizado em um apartamento em East Orange, perto de Nova York (EUA). Ele foi vítima de embolia.

A polícia acredita que Kasia tenha realizado outras cirurgias semelhantes.

Silicone líquido tem sido usado por mulheres de baixo poder aquisitivo para modelar os seus corpos. O seu uso injetável é altamente condenado.

Além do silicone líquido, o ramo de cirurgias plásticas clandestinas nos EUA usa parafina, vaselina e hidrogel para aumentar seios, nádegas e lábios.

Fonte: OGlobo