Homem que interrompeu discurso de Nicolás Maduro tem prisão decretada

Homem que interrompeu discurso de Nicolás Maduro tem prisão decretada

Ele foi acusado de suposta ofensa agravada ao chefe de governo.

Um tribunal de Caracas ordenou neste sábado (20) a detenção do homem que entrou no ato de posse do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e interrompeu durante minutos seu discurso, sob a acusação de "suposta ofensa agravada ao chefe de governo e associação", informou o Ministério Público.

Segundo um boletim da Promotoria venezuelana, um tribunal da Área Metropolitana de Caracas ditou a medida de privação de liberdade contra Yendri Sánchez González, de 28 anos, e ordenou a reclusão em uma prisão no estado Falcon (noroeste).

A Promotoria o acusou da "suposta comissão dos delitos de ofensa agravada ao chefe de Governo e associação", previstos no Código Penal e na Lei Orgânica contra o Crime Organizado e Financiamento ao Terrorismo, disse o comunicado.

González, que vestia calça preta e uma jaqueta vermelha com a sigla do PSUV (Partido Socialista Unido da Venezuela), chegou até a tribuna enquanto Maduro discursava.

Depois do incidente, que terminou sem consequências, Maduro o declarou "superado" e disse que depois conversariam "com o rapaz".

Fonte: G1