Inglesa desaparecida tem paralisia cerebral e toma remédios, diz polícia

Menina desapareceu na segunda-feira; polícia já interrogou suspeito.

Os responsáveis pela operação que procura a menina April Jones, de cinco anos, cujo desaparecimento provocou comoção na Grã-Bretanha, estão fazendo um apelo para que a população de uma área que engloba 32 vilarejos na região colabore com as buscas.


Inglesa desaparecida tem paralisia cerebral e toma remédios, diz polícia

Segundo os coordenadores das buscas, que operam paralelamente à polícia, voluntários "com bom conhecimento local" estão sendo usados na iniciativa.

O trabalho dos voluntários será complementar ao da polícia, que usa equipes especializadas em buscas por rios e florestas. Eles se concentrariam em prédios antigos, galpões e outras estruturas que dificilmente seriam cobertas pelo trabalho dos especialistas.

Centenas de voluntários se preparam para o quarto dia de buscas em um raio de 20 quilômetros em volta do vilarejo de Machynlleth, no País de Gales, onde April Jones desapareceu na noite de segunda-feira.

A polícia confirmou a informação de que April sofre de um grau leve de paralisia cerebral e precisa ser medicada diariamente para evitar, entre outras sintomas, dor.

Suspeito

Na noite de quarta-feira (3), a polícia obteve permissão da Justiça para interrogar por mais 12 horas o único suspeito preso até o momento, Mark Bridger, pai de crianças que brincavam com April no dia em que a menina desapareceu após, segundo o testemunho de outras crianças, entrar em um carro.

No dia anterior, a polícia havia divulgado a foto do suspeito, de 46 anos, também morador do vilarejo de Machynlleth.

Ele foi preso e interrogado pela polícia na terça-feira (2), menos de 24 horas após o desaparecimento da menina.

Segundo a polícia, a identidade do suspeito foi divulgada para encerrar rumores e especulações, mas o foco não está apenas nele e outras hipóteses também estão sendo investigadas pela polícia.

Desaparecimento

April estava brincando com seus amigos perto de sua casa, na pequena cidade de Machynlleth, às 19h de segunda-feira (1º), quando foi vista pelas crianças entrando em um veículo.

Inicialmente, a polícia disse que se tratava de uma van, mas, agora, as autoridades divulgaram uma foto de uma Land Rover Discovery azul que pertence a Bridger.

A polícia está fazendo um apelo à população local para que qualquer um que tenha visto Bridger ou o veículo na noite de segunda-feira ou no dia seguinte se manifeste sobre o caso.

Bridger foi detido em uma estrada que conecta Machynlleth a cidades no norte do País de Gales. A polícia montou pontos de checagem em todas as vias no entorno da cidade.

Fonte: G1