Ingleses encontram fósseis de casal enterrado de mãos dadas em capela

Ingleses encontram fósseis de casal enterrado de mãos dadas em capela

Ingleses encontraram os restos mortais de um casal enterrado de mãos dadas há 700 anos em uma capela "perdida" de Leicestershire, Inglaterra, segundo informações do Daily Mail.

Os esqueletos centenários foram descobertos na Capela de St. Morrell, um local de peregrinação em Hallaton no século 14. Voluntários locais cavaram o local, que pode ter sido construído no topo de um edifício romano, duas semanas por ano durante quatro anos.

"Temos visto esqueletos similares aos encontrados em Leicester, onde o casal foi enterrado junto", afirmou Vicky Score, arqueólogo da Universidade de Leicester.

"A principal questão é por que eles foram enterrados lá em cima. Há uma igreja perfeitamente boa em Hallaton. Aquele seria um lugar especial?", questionou. A capela pode ter sido uma área de peregrinação antiga e o sepultamento desses corpos na Igreja Matriz pode ter sido negado porque o casal poderia ser criminoso, estrangeiro ou sofrer de uma doença terminal.

Eles foram descobertos entre nove outros restos mortais do mesmo período. Os dois esqueletos parecem ter a mesma idade, mas Vicky disse que será necessária uma análise mais aprofundada para saber com precisão a idade dos dois no momento da morte.

Outro esqueleto pertenceu a um homem provavelmente mais velho do que os encontrados juntos e morto por um instrumento pontiagudo, como um machado, presumivelmente em uma batalha. Outro jovem foi enterrado em uma cova com as pernas levantadas sobre o peito - possivelmente por padecer de alguma doença.

A primeira menção de uma capela em Hallaton foi feita em 1532, mas indícios físicos só foram encontrados recentemente depois de uma pesquisa feita pelo historiador local John Morrison. "Antiquários ao longo dos tempos têm se referido a uma capela em algum lugar de Hallaton", disse. "Foi o caso de unir as provas e, em seguida, captar imagens da terra de cima para baixo a fim de localizar o local da nossa escavação."

As escavações encontraram ainda paredes e pavimento em mosaico da capela, bem como fragmentos de alvenaria de pedra, azulejos e chumbo, provavelmente de janelas. Um certo número de moedas de prata que datam dos séculos 11 e 15 também foram encontrados no local, indicando que a capela estava em uso. Score afirma esperar que a escavação preencha uma lacuna entre os períodos romano e medieval.

Fonte: ultimosegundo.ig.com.br