"Intérprete" do adeus a Mandela é internado em  hospital psiquiátrico

"Intérprete" do adeus a Mandela é internado em hospital psiquiátrico

Após falso discurso em língua de sinais, ele afirmou sofrer de esquizofrenia.

O falso intérprete da lingua de sinais da cerimônia em homenagem a Nelson Mandela, que afirmou sofrer de esquizofrenia, foi internado em um hospital psiquiátrico, informa a imprensa sul-africana.

O jornal "The Star" afirma que a esposa do falso intérprete Thamsanqa Jantjie, Siziwe, o levou na terça-feira para exames em um hospital psiquiátrico na região de Johanesburgo, que sugeriu uma internação imediata.

"Os últimos dias foram duros. Demos nosso apoio porque provavelmente teve uma depressão", disse a esposa.

Jantjie tinha uma consulta no hospital psiquiátrico Sterkfontein de Krugersdorp, ao oeste de Johanesburgo, em 10 de dezembro, data da cerimônia em Soweto.

Mas o dia da consulta foi modificado quando ele recebeu a proposta de atuar como intérprete da língua de sinais na homenagem ao falecido ex-presidente sul-africano, diante de autoridades do do mundo inteiro, como o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Jantjie, que durante o evento fez apenas gestos sem sentido, afirma que sabe a língua dos sinais, mas foi afetado por uma crise de esquizofrenia, uma doença contra a qual alega estar tomando medicamentos.

O governo pediu desculpas à comunidade de surdos pelo escândalo.

Fonte: G1