Israel mata ao menos 4 militantes palestinos em Gaza

Israel mata ao menos 4 militantes palestinos em Gaza

Governo afirma que homens vestidos com roupas de mergulho eram terroristas

Ao menos quatro militantes palestinos morreram e um está desaparecido após uma ação da Marinha de Israel na faixa de Gaza, informou nesta segunda-feira (7) o governo israelense. De acordo com fontes médicas palestinas, os mortos chegam a cinco.

As Forças Armadas israelenses dizem ter disparado contra "um esquadrão de terroristas que vestiam roupas de mergulho". Já o braço armado do grupo islâmico Fatah informou que seus militantes foram atacados durante um treinamento.

O ataque aconteceu no distrito de Nuseirat, no centro da faixa de Gaza, no começo da manhã desta segunda-feira. Lanchas e helicópteros israelenses dispararam contra um barco onde estavam os militantes. Equipes de resgate ainda buscam uma pessoa desaparecida.

Em comunicado, as Forças Armadas israelenses dizem ter "frustrado um ataque terrorista".

"Esta manhã uma força da Marinha israelense na região de Nuseirat identificou um esquadrão de terroristas que vestiam roupas de mergulho e se dirigiam para executar um ataque terrorista. A força disparou e atingiu os terroristas", explica a nota.

O governo israelense informou também que não houve baixas entre os militares do país.

Há uma semana, no dia 31 de maio, militares israelenses mataram nove ativistas que tentavam furar o bloqueio à faixa de Gaza para levar ajuda humanitária à região.

A ação, ocorrida em águas internacionais, gerou críticas no mundo todo e levou a uma crise diplomática entre Israel e Turquia, país de origem de quatro dos mortos.

Nesta segunda-feira, o Crescente Vermelho (equivalente islâmico da Cruz Vermelha) do Irã, país inimigo histórico de Israel, informou que vai enviar dois navios de ajuda humanitária à faixa de Gaza. As embarcações entrariam na região pelo Egito, evitando o bloqueio israelense.

Fonte: R7, www.r7.com