Itália vai investigar atraso para atender jogador que morreu

Itália vai investigar atraso para atender jogador que morreu

O jogador do Livorno morreu no sábado após sofrer parada cardíaca em partida pela segunda divisão local.

As autoridades italianas anunciaram que irão investigar a presença de um carro de polícia que atrasou a entrada da ambulância em campo para o atendimento de Piermario Morosini. O jogador do Livorno morreu no sábado após sofrer parada cardíaca em partida pela segunda divisão local.

As grandes perguntas a serem respondidas são o que fazia um carro de polícia obstruindo a entrada de veículos no estádio Adriatico, em Pescara, e por que a ambulância já não estava do lado de dentro durante o jogo.

De acordo com a imprensa italiana, o resgate a Morosini só ocorreu após bombeiros terem quebrado a janela do carro policial e soltado seu freio de mão para, assim, tirá-lo do caminho. O atleta demorou quatro minutos para ser atendido e sete para deixar o local.

Morosini tinha 25 anos e estava emprestado ao Livorno pela Udinese. Ele sofreu uma parada cardíaca aos 30 minutos do segundo tempo da partida contra o Pescara e, durante a crise, tentou se levantar três vezes, sem sucesso.

Chefe do departamento de cardiologia do hospital de Pescara, Leonardo Paloscia falou que o jogador não reagiu em nenhum momento e chegou praticamente morto à unidade de emergência.

Neste domingo, a namorada de Morosini fez o reconhecimento do corpo. A autópsia para identificar a causa do óbito deve ser realizada nesta segunda-feira.

Como forma de luto, a Federação Italiana suspendeu as partidas deste final de semana em todas as divisões nacionais.

Fonte: UOL