Jovem é decapitada após rejeitar ser prostituída pela sogra; veja

A sogra de Gül aproveitou a ausência do seu filho, o marido da jovem, para obrigá-la a manter relações sexuais com seu primo Najibulah.

A jovem Mha Gül, de 20 anos, da região ocidental afegã de Herat, foi decapitada por rejeitar ser prostituída por sua sogra e um de seus primos, que a matou, informou nesta quinta-feira uma fonte oficial.

O crime ocorreu durante a madrugada de terça-feira, quando a sogra de Gül aproveitou a ausência do seu filho, o marido da jovem, para obrigá-la a manter relações sexuais com seu primo Najibulah, declarou o porta-voz provincial, Mahaiuding Noori.

Segundo o porta-voz, Najibulah amarrou as mãos e as pernas da jovem e depois a decapitou porque, afirmou, Gül "era uma prostituta".

A Polícia deteve Najibulah, o marido, a sogra e o sogro de Gül, informou Noori. Há no Afeganistão a combinação de uma visão muito rigorosa do Islã com o atávico código das tribos pashtuns, que relega as mulheres a um quase nulo papel na sociedade.

A situação das mulheres foi particularmente dura no país asiático durante o regime fundamentalista talibã, que dominou o Afeganistão entre 1996 e 2001.

Fonte: Terra