Jovem que se apresentou na posse de Obama é assassinada nos EUA

O parque onde Pendleton morreu fica aproximadamente a 1,5 quilômetros da casa do presidente Barack Obama

Uma jovem de 15 anos que se apresentou na cerimônia de posse do presidente americano, Barack Obama, na semana passada, foi assassinada a tiros em Chicago por um homem que abriu fogo contra um grupo de crianças em um parque na última terça-feira. "Acredita-se que o criminoso tenha confundido o grupo com membros de uma gangue", disse a oficial da polícia Laura Kubiak.

Hadiya Pendleton, descrita por um parente como um "anjo", se protegia da chuva sob um telhado com cerca de dez amigos adolescentes quando o homem armado pulou uma cerca, atirou contra o grupo e depois entrou em um carro para fugir. Apavorados, seus amigos não ficaram para ajudar a jovem e outros dois que também ficaram feridos, disse Kubiak.

"Como de costume, o criminoso atira, mas nunca atinge outro criminoso", lamentou ao Chicago Sun Times o padrinho da vítima, o policial Damon Stewart. "Meu coração está dilacerado", acrescentou.

O parque onde Pendleton morreu fica aproximadamente a 1,5 quilômetros da casa do presidente Barack Obama. Chicago luta para controlar uma onda de violência de gangues, que contribuiu para aumentar a taxa de assassinatos na cidade em 16%, para 506 pessoas em 2012. Já foram registrados mais de 40 assassinatos este ano.

O tiroteio também ocorre em meio a um intenso debate nacional sobre o controle de armas, após o massacre em uma escola de Connecticut no qual morreram 20 crianças e seis adultos. A Casa Branca indicou nesta quarta-feira que Obama está rezando pela família de Pendleton. "É uma tragédia terrível cada vez que uma pessoa jovem é abatida quando tem grande parte de sua vida pela frente, e vemos isso como muita frequência", disse o porta-voz Jay Carney. Pendleton era uma das dançarinas da banda da escola King College, que participou da posse de Obama em Washington.

Fonte: Terra