Mais de 1 mil venezuelanos no Brasil podem votar em eleição

Mais de 1 mil venezuelanos no Brasil podem votar em eleição

O maior número de eleitores concentra-se no consulado de São Paulo

Os venezuelanos residentes fora do país podem votar neste domingo para escolher o sucessor do presidente Hugo Chávez, que morreu em março. No Brasil, 1.108 venezuelanos estão cadastrados para participar da votação. Para isso, foram montadas sete urnas, uma em cada consulado (total de seis) e mais uma na embaixada, que funciona na capital federal.

O maior número de eleitores concentra-se no consulado de São Paulo, que atende aos estados de São Paulo, do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, do Paraná, de Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, e onde estão cadastradas 534 pessoas. Em seguida, vem o consulado do Rio de Janeiro, com 358 eleitores, que vivem no Rio, em Minas Gerais e no Espírito Santo. Em Boa Vista (RR), estão cadastrados 49 eleitores.

Na embaixada em Brasília, podem votar 98 venezuelanos. Em Manaus (AM), estão aptos 29 venezuelanos que vivem em Rondônia, no Acre e no Amazonas. Nos estados do Ceará, do Rio Grande do Norte, da Paraíba, de Pernambuco, de Alagoas, de Sergipe, da Bahia e do Piauí estão cadastrados 29 eleitores para votarem em Recife (PE). Os venezuelanos aptos a votarem em Belém (PA) somam 15 e moram no Pará, Maranhão e no Amapá.

O horário de votação começou às 6h e vai até as 18h (hora de Brasília). De acordo com a assessoria de imprensa da Embaixada da Venezuela no Brasil, o voto não é obrigatório. O processo de votação é eletrônico. Sete candidatos se inscreveram para disputar o pleito, mas a disputa está polarizada entre o candidato governista e presidente interino Nicolás Maduro, e o oposicionista Henrique Capriles.

Fonte: Terra