Mais um terrorista que atacou jornal 'Charlie Hebdo' é enterrado

Mais um terrorista que atacou jornal 'Charlie Hebdo' é enterrado


Cherif Kouachi, um dos dois irmãos jihadistas que mataram 12 pessoas em um atentado contra a sede do jornal "Charlie Hebdo" em Paris na semana passada, foi enterrado nos arredores da capital, informou neste domingo (18) a prefeitura à AFP. Kouachi foi enterrado antes da meia-noite em um cemitério em Gennevilliers, onde vivia.

Nenhum parente esteve presente e seu túmulo não tem nenhuma inscrição para evitar que se torne um local de peregrinação para islamitas, segundo a prefeitura. "Sua esposa não quis acompanhar o enterro. Não havia ninguém", acrescentou. Seu irmão, Said, havia sido enterrado na véspera em Reims, onde vivia, também em um túmulo anônimo.

A viúva de Cherif tinha pedido que os dois irmãos fossem enterrados juntos em Gennevilliers, uma solicitação negada pelo prefeito desta localidade. Os irmãos Kouachi foram mortos pela polícia em 9 de janeiro depois de terem se refugiado em uma gráfica nos arredores de Paris dois dias após o massacre contra o "Charlie Hebdo".

Em um vídeo gravado por uma testemunha enquanto fugiam após o atentado contra a redação, os jihadistas comemoravam o fato de ter vingado o profeta Maomé, representado em várias ocasiões pelo jornal satírico.

Siga o meionorte.com no Facebook

 

Fonte: G1