Manifestantes pedem legalização da maconha

O México é um dos países da América Latina que autorizam o porte de uma "dose pessoal" de droga.

Mais de 200 pessoas se reuniram neste domingo na Alameda, um dos locais mais tradicionais da Cidade do México, para fumar maconha e pedir a legalização da droga no país.

Os participantes fumaram com cachimbos, muitos deles enfeitados com crânios de cerâmica, conforme a tradição das culturas pré-hispânicas, ouvindo as palavras de ordem proferidas pelo organizador do protesto.

Os pedidos pela legalização das chamadas "drogas brandas", como a maconha, têm se intensificado no México, principalmente por parte dos partidos de esquerda, como recurso para conter a violência ligada ao narcotráfico, que deixou mais de 28 mil mortos desde dezembro de 2006.

O ex-presidente Vicente Fox (2000-2006), do partido conservador Ação Nacional, mesmo do presidente Felipe Calderón, também passou a defender a legalização em meados de agosto.

O México é um dos países da América Latina que autorizam o porte de uma "dose pessoal" de droga.

Fonte: Terra, www.terra.com.br