Massacre na Noruega faz 1 ano e 77 vítimas recebem homenagens

Amigos e familiares fizeram cerimônia na ilha de Utoya, onde 69 morreram

As vítimas do massacre que deixou 77 vítimas na Noruega recebem homenagens pelo país, neste domingo (22). Durante todo o dia, cerimônias lembram as mortes causadas pelo duplo atentado cometido pelo ultradireitista Anders Behring Breivik, que completa um ano.

Em 22 de julho de 2011, Breivik atirou contra pessoas, a maioria adolescentes, na ilha de Utoya, deixando 69 mortos. O local era acampamento de verão do Movimento da Juventude Social-Democrata. No mesmo dia, bomba colocada por Brevik explodiu em prédio do governo da capital Oslo, causando a morte de 8 pessoas.

Um ano depois

Os familiares das vítimas do massacre de Utoya visitaram ilha. Todos chegaram juntos de barco. Enquanto isso, na capital Oslo, a família real e o primeiro ministro, Jens Stoltenberg, prestaram homenagens, próximos ao edíficio que sofreu explosões.


Massacre na Noruega completa 1 ano e 77 vítimas recebem homenagens

"As bombas e os tiros foram feitos para mudar a Noruega", disse Stoltenberg a multidão de centenas de pessoas. "O povo norueguês respondeu, abraçando os nosso valores. O agressor perdeu. O povo venceu", acrescentou. Enquanto colocava coroa de flores no local das explosões, o primeiro ministro ainda afirmou que Breivik falhou com seu objetivo de destruir o multiculturalismo na Noruega.

O julgamento de Breivik já foi concluído e o veredicto será anunciado em 24 de agosto. Se for considerado penalmente irresponsável, o extremista de 33 anos corre o risco de ser internado em um centro psiquiátrico, possivelmente pelo resto da vida. Mas, se for declarado responsável, pode ser condenado a 21 anos de prisão, uma pena que pode ser ampliada enquanto for considerado perigoso.


Massacre na Noruega completa 1 ano e 77 vítimas recebem homenagens

Da mesma forma que em Oslo, as autoridades reforçaram as medidas de segurança em Utoya. Os atos começaram com uma oferenda de flores em Hoyblokka, o complexo governamental, onde Stoltenberg pronunciou o discurso na presença de familiares e sobreviventes.

Homenagens continuam

A expectativa é que as homenagens continuem por todo o dia e conte com a presença de convidados estrangeiros, representados pela primeira-ministra dinamarquesa, a também social-democrata Helle Thorning-Schmidt, que estará entre os oradores.

A igreja de Ringerike e a catedral de Oslo celebrarão depois as duas principais cerimônias religiosas em homenagem às vítimas, que serão lembradas igualmente nos outros templos de toda a Noruega.


Massacre na Noruega completa 1 ano e 77 vítimas recebem homenagens

A praça da Prefeitura de Oslo acolherá um concerto gratuito no qual vários artistas noruegueses se apresentarão e no qual a imprensa do país especula que o guitarrista americano Bruce Springsteen, de turnê pela Noruega, fará um show.

A família real norueguesa ainda estará presente em outros dos principais eventos do dia. Além de cerimônias religiosas, o resto do país prestará homenagem às vítimas do massacre com vários atos, como passeatas com rosas ou com tochas.


Massacre na Noruega completa 1 ano e 77 vítimas recebem homenagens

Fonte: G1