Médica destaca rápida recuperação de Angelina após cirurgias: "Valente"

"Brad Pitt estava lá em cada uma das operações", declarou a doutora

A atriz norte-americana Angelina Jolie estava de pé e já trabalhando com "grande energia" em seu próximo projeto cinematográfico quatro dias após ser submetida a uma dupla mastectomia preventiva, disse sua cirurgiã nesta terça-feira (14).

A doutora Kristi Funk felicitou a "valente" atitude positiva da atriz, de 37 anos, durante as três operações a que se submeteu - duas em fevereiro e uma em abril - para remover o tecido mamário e reconstruir os seios. "Acho que a recuperação é reflexo da expectativa. Angelina esperava se sentir bem e estar ativa", escreveu Funk, em um texto publicado na página do Pink Lotus Breast Center, a clínica em Beverly Hills (oeste de Los Angeles) que cuidou de Angelina.

Em uma breve entrevista coletiva antes da publicação do texto, Kristi disse que a clínica, fundada por ela, "aplaude as audazes decisões de Angelina Jolie". Em um artigo intitulado "Minha opção médica", publicado no jornal "The New York Times", a atriz explicou que decidiu se submeter à operação porque tem um gene defeituoso que aumenta seu risco de desenvolver câncer.

Brad Pitt, com quem Angelina tem seis filhos, esteve presente nas três cirurgias. "Seu companheiro estava lá para cumprimentá-la assim que ela acordasse da anestesia (...) em cada uma das operações", disse Funk.

A principal cirurgia foi em 16 de fevereiro e "transcorreu fluidamente", escreveu a doutora. Dois dias depois chegaram as boas notícias: "liguei para Angelina para confirmar nossa maior esperança: todo o tecido mamário era benigno".

"No quarto dia depois das mastectomias, eu fiquei muito satisfeita de encontrá-la não apenas com boa disposição e com grande energia, mas com duas paredes de casa cobertas com novas ilustrações de um projeto que está dirigindo". "Enquanto falava, seis drenagens cirúrgicas estavam penduradas em seu peito, três de cada lado, ajustadas com um cinturão elástico ao redor da cintura", completou a médica.

A última operação foi realizada em 27 de abril, dez semanas depois das mastectomias, para a reconstrução mamária. O texto da clínica está disponível em inglês no site. O artigo relata os detalhes dos procedimentos cirúrgicos e os medicamentos prescritos ao longo do processo.

Fonte: G1