Menina dada como morta em tsunami reaparece após 7 anos

Menina dada como morta em tsunami reaparece após 7 anos

A jovem, que a princípio era tida como uma mendiga, disse que tentava voltar para casa mas que não lembrava o caminho.

Uma família de Aceh, no norte da ilha indonésia de Sumatra, se reuniu novamente com sua filha sete anos depois de a menina ter desaparecido ao ser arrastada pela água durante o tsunami que atingiu a região em 2004, informou a imprensa local nesta sexta-feira.

Wati, de 15 anos, reapareceu na quarta-feira em um café da localidade de Meulaboh, aonde chegou de ônibus desde a capital provincial, Banda Aceh, segundo explicaram os clientes do local à agência "Antara".

A jovem, que a princípio era tida como uma mendiga, disse que tentava voltar para casa mas que não lembrava o caminho nem o nome de seus familiares, exceto o de Ibrahim, que descobriram ser seu avô.

Os pais da menina foram avisados e a reconheceram por uma pequena mancha no quadril e uma cicatriz na sobrancelha.

Wati desapareceu da aldeia de Ujong Baroh quando a água a arrancou do braço de sua mãe, Yusniar, que tentava colocá-la a salvo da onda gigante junto a seus dois irmãos.

Por enquanto não se sabe onde a menina viveu durante todo este tempo.

Em 26 de dezembro de 2004, um terremoto de 9,1 graus causou um tsunami que destruiu localidades litorâneas de várias nações banhadas pelo Oceano Índico, em tragédia que matou 226 mil pessoas.

Aceh foi a zona mais afetada pelo maremoto, registrando 164 mil vítimas.

Fonte: Folha.com