Menina de 13 anos é abusada sexualmente em voo da American Airlines

A American Airlines foi negligente em proteger a menina

Autoridades americanas prenderam um homem de 26 anos suspeito de abusar sexualmente de uma menina de 13 anos durante um voo entre Dallas e Portland. Chad Cameron Camp foi preso após o voo aterrissar no destino. Uma aeromoça viu o homem passar a mão entre as pernas da menina - que chorava em silêncio - enquanto fazia o serviço de bordo.

Image title

Ela então solicitou que o homem mudasse de lugar e, num primeiro momento, ele apenas se sentou na poltrona do lado. Depois, advertido pela comissária, ele foi para os fundos da aeronave, e a menina para a parte da frente.

Ele passou a mão na menina pelo menos três vezes. De acordo com o advogado da família da vítima, foram pelo menos 15 episódios. O voo estava vazio, mas mesmo assim Camp permaneceu no assento do meio, do lado da adolescente.

"Estou bem", teria dito Camp quando a comissária ofereceu para que ele mudasse de lugar e tivesse mais espaço, antes mesmo da aeronave decolar. Aos investigadores, a jovem contou ter se sentido "assustada e presa". Ela ainda tentou ficar mais próxima da janela, para evitar que Camp a tocasse.

De acordo com o advogado da família, a American Airlines foi negligente em proteger a menina, mesmo cobrando uma taxa de US$ 300 (R$ 1.020) para que a adolescente viajasse desacompanhada. "Foram 30 minutos de terror para essa jovem", afirmou Brent Goodfellow ao The Washington Post, e contou ainda que a menina disse que nunca mais quer andar de avião.

Em nota, a companhia afirmou que "leva o assunto muito a sério e cooperou, ampla e imediatamente, com as autoridades na investigação do suspeito". Não é a primeira vez que um caso de abuso sexual contra um menor de idade acontece dentro de um avião da American Airlines. Camp continua preso e alega inocência.


Fonte: Com informações do Brasil Post