Menino incendiado por mãe corre risco de perder a fala e a visão

Menino incendiado por mãe corre risco de perder a fala e a visão

O diabólico plano de Shen Dan, de 40 anos, não feriu apenas seu filho, mas também seu marido, Zhang Qiusheng

Um menino chinês está lutando contra a morte após sua mãe lhe aplicar um castigo cruel: ela o forçou a beber gasolina e, em seguida, ateou fogo ao garoto. O motivo para tamanha brutalidade é mais insano ainda: a mulher queria dar uma lição no marido, por não se sentir plenamente respeitada. A criança continua internada recebendo tratamento intensivo e corre risco de perder a fala e a visão.

O diabólico plano de Shen Dan, de 40 anos, não feriu apenas seu filho, mas também seu marido, Zhang Qiusheng, de 48 anos (foto).

Segundo informações do tabloide britânico Daily Mail, os vizinhos do casal reclamavam que ambos brigavam muito em casa, em Jinhua, na Província de Zhejiang. O motivo dos confrontos seria a falta de dinheiro.

Ainda de acordo com o diário, Shen saiu de casa uma tarde após uma das brigas, mas voltou logo em seguida com um galão de gasolina.

Ela então forçou seu filho a beber o líquido, o que conseguiu fazer em parte, já que o menino entrou em luta corporal com a mãe.

O pai então se aproximou para ajudar o filho e impedir a crueldade da mãe. Neste momento, a mulher resolveu atear fogo na família inteira.

Apesar do fogo, o pai conseguiu fugir com o filho e apagar as chamas da cabeça do menino, que se encontra agora em tratamento na UTI.

O pai e a mãe (que será processada) também foram hospitalizados por causa das queimaduras.

Segundo os médicos, o menino teve 35% do corpo queimado, sobretudo a cabeça. Seus pulmões também foram afetados pelas chamas. Se conseguir superar os ferimentos, o pequeno provavelmente não poderá mais falar e ficará cego.

Fonte: r7