Menino de 12 anos chora ao ter colete suicida retirado pela polícia

Relatos sugerem que o menino foi sequestrado por mascarados.

 As forças de segurança iraquianas detiveram um menino de 12 anos que supostamente estava prestes a realizar um ataque na cidade de Kirkuk, em nome do Estado Islâmico (EI).

Imagens mostram a polícia retirando manualmente o colete suicida do garoto, que depois foi detonado de forma controlada e em segurança no domingo. No mesmo dia, Kirkuk foi alvo de dois atentados.

Em um vídeo, é possível ver o menor caindo em lágrimas ao ser capturado pelos policiais. Não está claro se o menino queria realizar o ataque ou foi forçado pelo grupo jihadista.

Segundo oficiais curdos citados pelo jornal local “Rudaw”, o ato pode ter sido orquestrado pelo grupo extremista.

Alguns relatos sugerem que o menino foi sequestrado por homens mascarados, que colocaram o colete com explosivos nele.

Horas antes, um suicida se explodiu na frente de um santuário xiita em Kirkuk, ferindo três pessoas. O ataque sucedeu outro atentado suicida no mesmo bairro que não causou vítimas.

Um dia antes, um menino suicida matou ao menos 54 pessoas durante um casamento na cidade turca de Gaziantep, na fronteira com a Síria. O ataque foi atribuído ao EI.

Menino colete retirado (Crédito: Reprodução)
Menino colete retirado (Crédito: Reprodução)


Fonte: O Globo