Menino de apenas 12 anos pode pegar prisão perpétua

Menino americano pode pegar prisão perpétua por matar noiva grávida do pai

O menino Jordan Brown tinha apenas 11 anos quando foi acusado de matar Kenzie Marie Houk, a noiva grávida de seu pai, com um tiro na cabeça. Agora, ele poderá ser julgado como um adulto aos 12 anos e condenado à prisão perpétua, informou a rede de TV americana CBS.

O bebê que Kenzie carregava também morreu. Em uma audiência no próximo 12 de março, os juízes devem decidir a qual tipo de corte Brown irá responder.

O crime aconteceu na residência do casal, em uma fazenda no Estado americano da Pensilvânia, em fevereiro de 2010.

A família de Brown apoia o menino e quer que seu processo passe por uma instância para menores, na qual ele teria como pena máxima ficar preso até os 21 anos.

Caso enfrente a Justiça comum, o menino pode passar o resto da vida na prisão.

O laudo de um psicólogo sobre Brown ainda não foi entregue. Ele pode ser decisivo para determinar sobre qual procedimento o menino será submetido.

Fonte: R7, www.r7.com