Milionário de Wall Street processa sua ex-mulher por coleção de sapatos de R$ 2 mi

Milionário de Wall Street processa sua ex-mulher por coleção de sapatos de R$ 2 mi

A coleção, com vários modelos assinados por designer famosos, no entanto, teria sido destaque em vários programas de TV

A clássica discussão entre casais, na qual o marido reclama que a mulher gasta muito dinheiro com sapatos, chegou a um tribunal nos Estados Unidos.

O milionário presidente de um fundo de investimentos, Daniel Shak, 52, entrou com uma ação contra sua ex-mulher para receber 35% do valor da coleção de 1.200 pares de sapatos dela.

Segundo o executivo, sua ex, Beth Shak ? conhecida jogadora profissional de poker, que hoje mantém um blog sobre sapatos ?, só contou sobre seus sapatos de grife, avaliados em R$ 2 milhões (ou US$ 1 milhão) depois que eles se separaram, há três anos.

Ao New York Post, o magnata das finanças alegou que Beth manteve seu enorme arsenal de sapatos escondidos, possivelmente em um "quarto secreto" no apartamento de R$ 15 milhões (US$ 7.5 milhões) em que os dois moravam na Quinta Avenida, um dos endereços mais caros de Nova York (EUA).

A coleção, com vários modelos assinados por designer famosos, no entanto, teria sido destaque em vários programas de TV. A página de Beth (43 anos) no Fabecook é repleta de imagens deslumbrantes de altíssimos saltos agulha do mundialmente conhecido designer Christian Louboutin.

Em abril, ela lançou um site dedicado a sua obsessão, chamado ?Shoes R Forever? (Sapatos São para Sempre), onde oferece dicas e escreve sobre as tendências mais quentes em calçados. A paixão de Beth pelos sapatos é tão grande que, de acordo com o Post, a mãe de três filhos tem uma imagem de um Christian Louboutin tatuada em uma área privada de seu corpo.

A aficionada chegou a ser destaque em um documentário lançado recentemente chamado ?God Save My Shoes? (Deus Salve Meus Sapatos) e, de acordo com um recente post em sua página no Facebook, ela planeja começar a sua linha própria de calçados própria em breve.

?Ele está dizendo que não sabia do closet em nosso quarto principal?, disse Beth em matéria publicada pelo Mail Online. ?Dan confiava em sua esposa e não foi inspecionar sua casa para tentar encontrar salas secretas?, o processo alega.

Em 2011, Beth Shak mostrou a uma equipe de filmagem da rede NBC seus três armários e admitiu, timidamente, a um repórter que alguns de seus calçados haviam custado R$ 8 mil o par (US$ 4 mil). Segundo Beth, sua coleção inclui 700 pares de sapatos Christian Louboutin. Daniel, um ávido jogador de poker, teria perdido milhões de dólares no mercado de ouro no ano passado.

Fonte: Época