Missouri e Flórida fazem execução de dois condenados por duplo homicídio

Desde o início do ano, 19 pessoas foram executadas nos Estados Unidos

Dois americanos foram executados na quarta-feira (24) nos Estados Unidos, um em Missouri e outro na Flórida, nos dois casos pelo assassinato de casais.

William Rousan, 57 anos, foi declarado morto por injeção letal pouco depois da meia-noite na localidade de Bonne Terre, declarou o porta-voz do Departamento de Segurança Pública, Mike O"Connell.

Segundo a ata da acusação, Rousan levou o filho Brent e o irmão Robert para a granja de Lewis para roubar gado. Quando Charles Lewis os viu, ele matou o fazendeiro com seis tiros.

Ao ouvir os disparos, a mulher de Lewis saiu de casa e também foi morta. Os corpos foram encontrados um ano depois, perto da casa de William Rousan.

O filho do casal assassinado, Michael Lewis, assistiu à morte do condenado, mas disse não ter sentido "nenhuma verdadeira satisfação com a prisão e com a execução de Rousan, porque nunca vão devolver os momentos que perdeu com seus pais".

Brent Rousan cumpre prisão perpétua, enquanto Robert Rousan, que testemunhou contra o irmão durante o julgamento e se declarou culpado, passou um período detido e já foi solto.

Na Flórida, Robert Hendrix, de 47 anos, foi executado por injeção letal pelo assassinato do primo e da esposa deste.

Hendrix foi declarado morto às 18H21 locais, segundo o jornal Orlando Sentinel.

Ele foi condenado à pena capital pelo assassinato de Elmer Scott, com quem havia cometido um roubo.

Scott testemunho contra Hendrix e se declarou culpado. Hendrix também matou a esposa de Scott.

Desde o início do ano, 19 pessoas foram executadas nos Estados Unidos.

Fonte: G1