Morre aos 85 anos, ex-ditador argentino Emilio Massera

Morre aos 85 anos, ex-ditador argentino Emilio Massera

Ex-almirante teve parada cardiorrespiratória em Buenos Aires

O ex-ditador argentino Emilio Eduardo Massera, de 85 anos, morreu nesta segunda-feira (8) no Hospital Naval de Buenos Aires, vítima de parada cardiorrespiratória. A morte ocorreu por volta das 16h locais (17h de Brasília).

O ex-almirante Massera, ao lado de Jorge Rafael Videla e Orlando Agosti, tomou parte da primeira junta militar na Argentina depois do golpe de Estado de 1976.

O regime provocou a morte de cerca de 30 mil pessoas, segundo organizações de defesa dos direitos humanos.

Como comandante-em-chefe da Marinha até setembro de 1978, Massera -conhecido na época da repressão por "Comandante Zero"- era o responsável direto pela famosa Escola de Mecânica do Exército (Esma), onde pelo menos três mil opositores do regime foram torturados e executados.

Ela havia sofrido, anos atrás, outra acidente cardiovascular e estava praticamente em estado vegetativo.

Em 2005, Massera foi considerado mentalmente incapaz pela justiça, e todos os processos contra ele por crimes contra a humanidade foram suspensos.

Massera havia sido sentenciado à prisão perpétua em 1985, mas indultado em 1990 pelo então presidente Carlos Menen. O indulto foi suspenso em 2007.

Fonte: g1, www.g1.com.br