Baterista dos Ramones, Tommy Ramone deixa grande legado ao Rock

Morreu aos 65 anos Tommy Ramone, o baterista da formação original da banda punk Ramones, uma das mais influentes da história da música

O baterista Tommy Ramone, o último sobrevivente da formação original da banda punk The Ramones, uma das mais influentes da História, morreu nesta sexta-feira, aos 65 anos.

Nascido com o nome de Erdelyi Tamas em Budapeste, Tommy Ramone faleceu na sexta-feira em sua casa em Nova York após uma batalha contra o câncer, segundo a revista Variety.

"Nós estamos tristes de anunciar a morte do baterista original dos Ramones Tommy (Erdelyi) Ramone", anunciou a conta oficial do grupo no Twitter.


Morre Tommy Ramone, o baterista original dos Ramones

Os quatro integrantes originais do grupo, que passaram a usar o sobrenome Ramone, formaram a banda nos anos 1970 e ganharam espaço na cena punk underground de Nova York.

Os três primeiros álbuns dos Ramones são considerados clássicos: "Ramones" (1976), que incluía o primeiro hit do grupo, "Blitzkrieg Bop", "Leave Home" e "Rocket to Russia" (ambos de 1977).

"Os Ramones revitalizaram o rock and roll em um de seus momentos de baixa, com a infusão da energia punk, atitude ousada e um som novo, barulhento", afirma a biografia da banda no Rock and Roll Hall of Fame.

Quando o primeiro álbum foi lançado, "a cena do rock em geral havia se transformado em algo vaidoso e narcisístico. Os Ramones voltaram ao básico: simplicidade, velocidade, canções de rock and roll despojadas".

O primeiro álbum não foi um sucesso comercial, mas é considerado pela crítica uma influência seminal no reconhecimento do punk-rock.

O disco ficou em primeiro lugar na lista da revista SPIN de 50 álbuns essenciais do movimento punk e foi indicado para integrar o arquivo da Biblioteca do Congresso americano.

The Ramones emplacou vários hits, como "I Wanna Be Sedated," "Teenage Lobotomy," "Sheena Is a Punk Rocker", "Beat on The Brat", entre outros.

Tommy Ramone, que "ancorou a batida frenética com uma energia sobre-humana", repassou as baquetas para um novo baterista, Marky Ramone, em 1978, mas permaneceu com coprodutor e conselheiro da banda até 1984.

O Ramones chegou ao fim em 1996. A banda entrou para o Rock and Roll Hall of Fame em 2002.

O vocalista Joey Ramone morreu em 2001, o baixista Dee Dee Ramone faleceu em 2002 e o guitarrista Johnny Ramone morreu em 2004.

"Os Ramones não eram apenas música: era uma ideia", afirma a página do grupo no Facebook, que cita uma frase de Tommy de 1978.

"Era trazer de volta todo um sentimento que estava perdido no rock ? foi um empurrão para dizer algo novo e diferente. Originalmente era apenas um tipo de coisa artística; no fim eu senti que era algo bom o suficiente para todos".

Fonte: Exame