Morre viúva de jovem que inspirou 'A culpa é das estrelas'

Katie Prager morreu apenas cinco dias depois do marido

Uma das histórias de amor que inspirou o aclamado filme 'A Culpa é das Estrelas' teve um desfecho emocionante nesta quinta-feira (22/9). No último sábado (17/9), Dalton Prager, fonte de inspiração para o protagonista do longa, morreu aos 25 anos devido a uma infecção causada por fibrose cística. Apenas cinco dias depois, sua esposa, Katie Prager, 26, também morreu devido a infecção da mesma doença.

A notícia foi divulgada pela mãe de Katie, Debra Donovan, no Facebook. "Mais cedo ela teve o desejo de estar em casa atendido. Estava em sua cama, perto da mãe, pai, irmão e seus cachorros, morrendo em paz, longe dos tubos do hospital", publicou.

Dalton era casado com Katie Prager há cinco anos e os dois tinham a mesma doença rara que ataca os pulmões. Eles se conheceram na internet, mantiveram um relacionamento à distância até que se casaram, aos 18 anos. No entanto, a união era contra todas as recomendações médicas, pois pacientes que sofrem da patologia podem transmitir bactérias um para o outro.

Logo após a morte de Dalton e dias antes de morrer, Katie afirmou à CNN que preferia ser realmente feliz por cinco anos e morrer mais cedo a ter uma felicidade medíocre e viver mais 20 anos: "Isso foi algo que eu precisava pensar muito antes de fazer, mas quando você sente tudo aquilo, você só sabe".

A culpa é das estrelas


A luta de Dalton contra a fibrose cística serviu como base para que John Green escrevesse a obra A culpa é das estrelas. Hazel Grace, a protagonista que sofre de uma doença terminal, se apaixona por Gus após conhecê-lo em uma sessão de grupo para pessoas com câncer e outras patologias. Para dar vida a ela, o autor se inspirou na história da amiga pessoal Esther Grace, que passou grande parte da vida na batalha contra um câncer agressivo. 


Casal que inspirou o livro na cerimônia de casamento (Crédito: Reprodução)
Casal que inspirou o livro na cerimônia de casamento (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Correio Braziliense