Mortos pelo furacão Sandy na América do Norte chega a 82 e número ainda pode subir

Mortos pelo furacão Sandy na América do Norte chega a 82 e número ainda pode subir

Os efeitos mais recentes de Sandy estão atingindo agora as montanhas Apalache.

O número de mortes na América do Norte em consequência da supertempestade Sandy, que causou destruição na Costa Leste dos Estados Unidos, subiru para 82 nesta quinta-feira (1º), em consequência de um aumento significativo no número de mortes confirmadas em Nova York e também em Nova Jersey, cuja costa foi devastada pelo fenômeno.

A contagem mais recentes de mortes na cidade de Nova York elevou o número para 34, informou a polícia nesta quinta. Quinze das mortes na cidade foram em Staten Island, ilha cuja área sudeste ficou totalmente alagada em consequência da elevação do nível do mar.

A polícia de Nova Jersey confirmou que o número de mortos no Estado subiu para 12, à medida que equipes de resgate continuam vasculhando áreas devastadas.

A tempestade, que chegou a expandir-se por uma área de 1.600 quilômetros em determinado momento, perdeu força e tamanho, enquanto avança para o norte, a caminho do Canadá.









Os efeitos mais recentes de Sandy estão atingindo agora as montanhas Apalache.

Milhões de pessoas ficaram sem energia e sem serviço de transporte público ao longo da densamente povoada região costeira. A energia elétrica começa a ser religada aos poucos em Nova York.

Agências oficiais alertaram que os números estão sujeitos a mudanças, podendo aumentar ou diminuir. Uma eventual redução acontecerá caso uma morte seja posteriormente confirmada como não sendo em consequência da tempestade.

Por enquanto, foram confirmadas 42 mortes no estado de Nova York - 32 delas apenas na cidade de Nova York -, oito no estado de Nova York, nove em Maryland, 12 em Nova Jersey, seis na Pensilvânia, cinco na Virgínia Ocidental, quatro em Connecticut, duas na Virgínia, uma na Carolina do Norte e uma em Toronto, no Canadá.







Na Carolina do Norte, o capitão do navião HMS Bounty, que naugrafou a 201 quilômetros a sudeste da costa de Hatteras, na Carolina no Norte, ainda está desaparecido.

A morte de um homem que bateu de carro em uma árvore derrubada pela tempestade ainda não está confirmada como tendo sido causada por Sandy.

Fonte: G1