Mortos por surto de cólera no Haiti já passam de 900

O país é o mais pobre do todo o hemisfério ocidental

O número de pessoas que morreram por causa do surto de cólera no Haiti chegou a 917, disse o ministério da Saúde do país neste domingo.

A doença já foi registrada em 6 das 10 províncias do país e quase 15 mil pessoas já foram hospitalizadas com a doença, desde o mês passado.

Equipes médicas tentam evitar que a cólera se espalhe pelos campos na capital, Porto Príncipe, que servem de lar para mais de 1 milhão desabrigados pelo terremoto de janeiro.

Já foram registradas 27 mortes por cólera na cidade.

Furacão

Desde sexta-feira, foram registradas em todo o Haiti 121 mortes causadas pela doença. A área mais afetada permanece sendo a província de Artibonite, com 595 mortes.

A ONU diz que mais de 200 mil haitianos têm cólera.

A epidemia começou no vale do rio Artibonite no meio do mês de outubro. Inicialmente parecia ter sido contida, mas a passagem do furacão Tomas, no início de novembro, causou inundações que teriam contaminado com a bactéria comunidades de desabrigados que já passavam por dificuldades.

As eleições parlamentares e presidenciais do Haiti estão marcadas para o próximo dia 28 de novembro. O país é o mais pobre do hemisfério ocidental.

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Fonte: MSN, www.msn.com.br