Mulher atacada com ácido chora ao ouvir que ex foi condenado a 30 anos de prisão

Mulher atacada com ácido chora ao ouvir que ex foi condenado a 30 anos de prisão

Patricia Lefranc passou por 86 cirurgias e perdeu parte da visão e audição

O belga Richard Remes, que atacou sua ex-amante com ácido sulfúrico, foi condenado por um tribunal de Bruxelas nesta quinta-feira (22) à pena máxima do país, 30 anos de prisão, por tentativa de assassinato.

A belga Patricia Lefranc, que teve a face deformada após ser atacada por Remes, e chorou ao ouvir o veredito, disse que a condenação do ex era um alívio. Os advogados dela conseguiram provar no julgamento: que Remes não queria apenas ferir a amante, de 48 anos, quando a atacou em dezembro de 2009.

O belga, de 57 anos, já era casado à época e mantinha um caso com Lefranc. O ataque ocorreu depois que a mulher pôs fim ao relacionamento.

Lefranc descia de um carro após pegar uma carona até o subúrbio de Molenbeek-Saint-Jean quando sofreu o ataque. O homem jogou ácido sulfúrico sobre seu rosto e busto. A mulher foi socorrida por vizinhos e levada para um hospital, onde ficou em coma por três meses.

"Perdi a visão do olho esquerdo e a audição em um dos ouvidos. Meu dedo anular direito foi amputado. Por volta da oitava cirurgia, eu parei de contar", afirma a mulher.

"Ele fez de mim um monstro", afirmou Lefranc, que passou por 86 operações.

A defesa de Remes diz que ele não tinha noção do efeito devastador que o ácido usado teria. Segundo ele, o relacionamento começou depois que ele se mudou com sua mulher e filhos para um prédio de flats do qual Lefranc era zeladora. Depois que ela terminou um namoro, eles começaram a se encontrar.

Patricia Lefranc também tem um filho, e entre os danos causados pelo ataque ela cita que os amigos de seu filho fazem piadas sobre sua aparência. "As pessoas ficam me olhando na rua. Pior, eu sou usada como exemplo do que pode acontecer a uma mulher que ponha fim a um relacionamento", afirma.

Fonte: G1