Após morte do marido, mulher faz teste e descobre que na verdade ele era seu pai

Após morte do marido, mulher faz teste e descobre que na verdade ele era seu pai

A confusão começou quando ela tinha 3 meses de idade e foi deixada pela mãe, Christine, para ser criada pelos avós.

Uma mulher de Doylestown, no Estado Americano de Ohio, descobriu que o marido, morto em 1998, era o pai dela. Valerie Spruill, 60 anos, confirmou que era filha de Percy Spruil pouco tempo depois da morte dele, através de um exame de DNA. Quatorze anos depois, ela resolveu contar a história para tentar encontrar possíveis irmãos biológicos.

A confusão começou quando ela tinha 3 meses de idade e foi deixada pela mãe, Christine, para ser criada pelos avós - que ela cresceu acreditando serem pais dela. A mãe biológica de Valerie engravidou de Percy quando ele tinha 15 anos, e o número de filhos que eles tiveram é desconhecido.

Valerie foi criada pelos avós e recebia visitas de Christine, mas, até os 9 anos, a menina achava que ela era uma amiga da família. A garota ficou devastada quando descobriu a verdadeira identidade da mulher e dos avós, mas ainda não sabia quem era o pai biológico.

Mais tarde, Valerie conheceu Percy e se casou com ele. Depois que o homem morreu, um tio dele contou a verdade à mulher, que comprovou com um teste de DNA. Ela não tem certeza de que Percy sabia que havia se casado com a própria filha porque ele nunca falou sobre isso. Porém, Valerie acredita que ele tivesse consciência do incesto e apenas tivesse medo de contar a ela.

Hoje, a mulher está aposentada, tem três filhos e oito netos e faz terapia desde a descoberta. Ela espera que a história a ajude a entrar em contato com irmãos biológicos que ela não conhece. "Meu maior objetivo é encontrá-los e contar a eles que a mãe deles os amava mais do que tudo", disse Valerie.

Fonte: Terra