Mulher é condenada à prisão perpétua por matar as filhas gêmeas com espada de samurai

Mulher é condenada à prisão perpétua por matar as filhas gêmeas com espada de samurai

Tori e Lily Ball tinham 3 anos quando foram mortas pela mãe, em 2010

Uma mulher de 29 anos foi condenada à prisão perpétua, sem direito à condicional, por matar as duas filhas gêmeas com uma espada de samurai. Segundo o site ktvu.com, a defesa de Monica McCarrick, da Califórnia, tentou alegar insanidade da mulher, mas o júri entendeu que ela estava sã quando cometeu o crime.

Tori e Lily Ball tinham 3 anos quando foram mortas pela mãe, em 2010. As meninas foram encontradas já sem vida, perto da porta da casa onde viviam. O lugar estava em chamas e as crianças tinham várias perfurações pelo corpo.

Segundo a polícia da cidade de Fairfield, onde aconteceu o crime, Monica tentou cometer suicídio depois de matar as gêmeas. Ela se cortou e ateou fogo no apartamento onde morava.

No Tribunal, Monica de declarou inocente das acusações, por insanidade. Mas acabou condenada pelos dois assassinatos, em julgamento nesta quarta-feira. Durante o julgamento, três médicos testemunharam dizendo que a acusada era legalmente insana. A promotoria rebateu, afirmando que a mulher usava metanfetamina com frequência, por anos, e havia usado a droga três dias antes do crime.

De acordo com as leis do estado da Califórnia, uma pessoa não pode ser considerada legalmente insana, se cometeu o crime sob influência de drogas.

Fonte: Extra