Mulher mata marido, arranca pele e dá carne para crianças comerem

O passado de Katherine é cercado de brutalidades e coisas hediondas

A Austrália não é um país conhecido por seus crimes assustadores, ou assassinos cruéis. Mas Katherine Knight supera praticamente tudo que o país já havia visto em assassinatos chocantes. Katherine não apenas matou, ela esfaqueou todo o corpo do marido e ainda envolveu os próprios filhos no crime de forma macabra!

A mulher mandou os filhos passarem a noite na casa dos amigos e ficou sozinha em casa, premeditando o que seria um dos fatos mais chocantes da história da Austrália.

Quado seu marido, John Price, chegou em casa após um longo dia de trabalho. Ela afirmou que eles estavam sozinhos em casa e tinham a noite toda para eles e Price foi para o banho. Com uma faca de desossar que ela havia afiado horas antes, ela começou seu crime hediondo. Ela esperou o marido dormir e começou a esfaqueá-lo enquanto gritava.

Ele ainda conseguiu levantar, se livrar de Katherine e correr até a porta, mas ela continuou esfaqueando as costas dele. Na porta de casa ele morreu, caído em uma imensa poça de sangue. Depois de matá-lo, Katherine esperou algumas horas e começou a esfolar a pele dele.  Ela tinha uma imensa habilidade com carnes, facas e cortes, fruto de seu trabalho em um açougue, na juventude.

Após arrancar a pele de John, Katherine a pendurou em um gancho de carne fixado na porta. Depois cortou a carne do marido morto aos poucos, fazendo três bifes da carne das nádegas e do peito, então assou um deles e comeu como se fosse um delicioso jantar.

Ela resolveu deixar um banquete para as crianças, e picotou os bifes restantes em uma panela de sopa cheia de legumes. A polícia foi acionada por um vizinho que havia visto Price morrendo ensanguentado na porta. Em menos de um ano, Katherine foi condenada à prisão perpétua sem qualquer possibilidade de condicional, se tornando a primeira mulher na história da Austrália a receber esse tipo de pena.

Image title

Image title

Image title



Fonte: Com informações do R7