Mulher tem bebê arrancado do útero e acorda com abdômen aberto

Ela teve seu bebê prestes a nascer arrancado de seu ventre

Michelle Wilkins, de 26 anos resolveu contar seu caso pela primeira vez, em um programa de TV. Ela estava grávida de oito meses, de seu parceiro Dan. Um dia, atendendo a uma publicidade de roupas para grávidas, foi até a casa de Dynel Lane. Chegando ao local desconhecido, ela foi nocauteada e sua barriga foi cortada. Quando ela acordou, teve que segurar seus órgãos internos que estavam expostos. Ela ligou para a emergência, sem saber que sua bebê, Aurora, tinha sido retirado do útero. "Eu tinha perdido muito sangue nesse ponto e eu estava tão atordoada que não sabia que ela tinha ido embora", disse.

"Havia definitivamente um momento em que, depois de eu ter caído para a frente, estava segurando meu estômago, sentindo o sangue sair do meu corpo. Foi aí que eu tomei a decisão consciente de viver. Eu sabia que poderia perder a consciência em minutos, mas eu lutei e pedi ajuda”, relatou Michelle.

Após o serviço de emergência chegar e a levar para o hospital, ela teve a chance de segurar seu bebê morto, que havia sido trazido para o mesmo hospital por Lane, que fingiu ser sua mãe.

O ataque terrível que a deixou à beira da morte na casa de Lane, contando que a mulher ofereceu algumas roupas a ela, e quando ela recusou as ofertas, foi atacada pela estranha.Lane se declarou inocente das oito acusações criminais, incluindo a rescisão ilegal da gravidez, tentativa de assassinato e agressão.

Ela irá a julgamento no início de 2016, para responder por seus crimes. Ela admitiu ter cometido o crime de retirar o bebê do útero, de acordo com um relatório policial, mas alegou que ela tentou salvá-lo depois de Wilkins tentar esfaqueá-la. Ela teria dito a seu marido, em seguida, que a vítima tinha dado à luz nas escadas e eles levaram a criança para o hospital – em uma demonstração clara de desequilíbrio psicológico e descontrole gerado por alguma patologia mental em ter um bebê ou ficar grávida.

Michelle Wilkins mudou-se para outra cidade, logo após o acontecido, para ajudá-la a lidar com sua perda.


Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Jornal Ciência