Noivo morre após primeiro casamento gay

Um dos noivos passou mal e teve de ser levado com urgência a um hospita

Terminou em tragédia o primeiro casamento homossexual realizado no balneário argentino de Mar del Plata, a 400 quilômetros ao sul de Buenos Aires.

Enquanto dezenas de familiares e amigos do casal desfrutavam da festa, um dos noivos passou mal e teve de ser levado com urgência a um hospital, onde faleceu mais tarde.

Néstor Berchot tinha 45 anos e horas antes havia se casado com Adrián García, de 42. Segundo os familiares e jornais locais, o cabeleireiro teve uma súbita crise de hipertensão.

O Congresso argentino aprovou em 15 de julho a reforma do Código Civil que reconheceu o matrimônio homossexual, que fez com que a Argentina se tornasse o primeiro país latino-americano a autorizar a união gay.

De acordo com os dados de organizações da comunidade homossexual, cerca de 600 casais do mesmo sexo de países latino-americanos e europeus já realizaram consultas a fim de se casarem na Argentina após a aprovação da lei.

Antes da vigência desta normal legal, nove casais já haviam casado no país sob decisões judiciais, ainda que algumas destas reuniões tenham sido depois anulados.

Fonte: g1, www.g1.com.br