Norueguês que matou 77 não pode ser preso, diz promotoria

"Ele vive em seu próprio universo ilusório e seus pensamentos e atos são governados por esse universo", afirmou.

norueguês Anders Behring Breivik estava doente quando matou 77 pessoas no dia 22 de julho e, portanto, não pode ser considerado penalmente responsável, segundo relatório divulgado nesta terça-feira (29) pela promotoria.

"A conclusão é que ele é insano", disse o promotor Svein Holden. "Ele vive em seu próprio universo ilusório e seus pensamentos e atos são governados por esse universo."

Isso significa que o extremista de direita não deve ser condenado a uma pena de prisão, e sim que deve ser internado em um centro psiquiátrico, possivelmente até o final da vida.

"Se a conclusão final estabelecer que ele era irresponsável, ao término do processo solicitaremos ao tribunal que receba um tratamento mental obrigatório", disse a promotora Inga Bejer Engh, acrescentando que o tratamento pode ser "perpétuo".

Segundo os psiquiatras, Behring Breivik sofreria de "psicose", uma situação mental que teria alterado seu julgamento antes e no momento dos ataques.

O relatório de 240 páginas deve ser examinado por uma comissão médico-forense responsável por verificar se o réu cumpre todos os requisitos profissionais.

A última palavra sobre a responsabilidade penal de Behring Breivik vai ser do tribunal que, geralmente, segue as recomendações dos especialistas.

Fonte: G1