Número de mortos em explosão em prédio da Pemex sobe a 32 no México

Número de mortos em explosão em prédio da Pemex sobe a 32 no México

Mais de 100 pessoas ficaram feridas na Cidade do México. Equipes de resgate continuam buscando vítimas sob os escombros

O número de mortos em uma explosão na sede da estatal mexicana de petróleo Pemex na Cidade do México subiu de 25 para 32, disse nesta sexta-feira (1º) Emilio Lozoya, o presidente da empresa.

Os mortos são 12 homens e 20 mulheres. Mais de 100 pessoas ficaram feridas na forte explosão, ocorrida na véspera.

Equipes de emergência continuam trabalhando no local, para retirar pessoas presas nos escombros.

Lozoya afirmou que "ainda é cedo" para saber o que provocou a explosão. Segundo ele, as atividades de extração e produção de petróleo não foram afetadas.


Número de mortos em explosão em prédio da Pemex sobe a 32 no México

"Estamos utilizando todos os recursos para investigar e conhecer as causas do acidente. Esperaremos o resultado das perícias e, com transparência, os divulgaremos", disse o secretário de Governo Miguel Angel Osorio Chong.

Antes de anunciar que houve uma explosão, a Pemex havia dito que o prédio havia sofrido um problema com o fornecimento de eletricidade. De acordo com a agência AFP, a explosão ocorreu em uma subestação de energia.

O secretário Chong não comentou a possibilidade de um atentado e pediu aos jornalistas que aguardem as investigações.

"Seria uma grande irresponsabilidade, sem os elementos completos, suficientes, divulgar uma informação que não temos", respondeu o ministro.

Imagens de televisão mostraram entulho nas proximidades do arranha-céu e feridos sendo retirados em macas. A situação na torre da Pemex era "delicada", disse um porta-voz dos serviços de emergência locais, segundo a agência Reuters.

"Estávamos conversando e, de repente, ouvimos uma explosão com fumaça branca. Vidros caíram das janelas e as pessoas começaram a correr cheias de pó", disse à AP María Concepción Andrade, que mora no mesmo bloco de edifícios da Pemex. "Havia muitas pedras que voavam na mesma explosão."

A explosão ocorreu às 15h45 (horário local) na Cidade do México em um anexo ao conhecido Pemex Executive Tower, um dos mais altos da capital. O subsecretário de mídia do Ministério do Interior, Eduardo Sanchez, disse que a explosão causou danos no piso térreo e do primeiro e segundo andar do prédio administrativo da empresa.


Número de mortos em explosão em prédio da Pemex sobe a 32 no México

"Foi uma explosão, um choque, a energia caiu e de repente nós tivemos um monte de escombros", disse à televisão Milenio Obele Cristian, que se identificou como funcionário da empresa e foi ferido na perna.

As ruas ao redor do edifício foram esvaziadas.

Quatro helicópteros policiais federais desembarcaram na área para começar a transportar os feridos.

Outros acidentes

Momentos antes da explosão, o diretor de operações Carlos Murrieta disse, via Twitter, que a empresa havia reduzido sua taxa de acidentes nos últimos anos. A maioria ocorre em dutos e refinarias.

Um incêndio em uma usina de gás de receber matou 30 trabalhadores em setembro, na cidade fronteiriça de Reynosa. Para a empresa, o fato foi o acidente com o maior número de mortes na última década.

Fonte: G1